CRH

A Obesidade na Saúde Reprodutiva

Obesidade

Vários estudos apontam que a obesidade é um dos fatores que mais afetam a fertilidade feminina. Irregularidades do ciclo menstrual e anovulação são problemas frequentes em mulheres com sobrepeso.

Esse impacto é visível pela procura cada vez maior das mulheres obesas pelas técnicas de Reprodução Assistida.

Mesmo com a fertilização in vitro, mulheres com sobrepeso ou obesidade costumam apresentar uma taxa de fertilidade menor e duas vezes mais chances de abortamento comparadas com mulheres de peso normal.

A fertilidade masculina também é afetada pela obesidade. Pesquisas comprovam que homens com excesso de peso possuem maior índice de fragmentação do DNA do espermatozóide, o que provoca falhas na fertilização. O excesso de peso reduz o nível de testosterona e aumenta o nível de estradiol, o que compromete a produção de esperma.

Enquetes

Qual é o melhor destino
para os embriões congelados?

Participe

Pesquisa
para homens

Avalie seu conhecimento
sobre sua própria fertilidade

Participe

Cadastre seu e-mail e
receba as novidades do CRH: